Obras

  • Quem somos
  • Institucional
  • Estrutura
  • Enrocamento - Av. Rio Doce

 

QUEM SOMOS

Secretaria Municipal de Obras

Endereço:
Rua Melvin Jones, 90 – Esplanada – Colatina/ES CEP: 29.702-716

Telefones:
(27) 3177-7080 / 3177-7081 / 3177-7082

e-mail:
obras@colatina.es.gov.br

Horário de Funcionamento:
09h às 18h (Segunda a Sexta)

Respondendo pela Secretaria Municipal de Obras:
João Paulo Calixto da Silva

 

INSTITUCIONAL

Responsável por uma série de ações ligadas ao cotidiano físico da cidade, a Secretaria de Obras elabora e executa projetos que objetivam ampliar a qualidade de vida da população. Entre as atividades em destaque estão a conservação de vias públicas, limpeza, drenagem e dragagem do manancial local . Aprova o parcelamento, desdobramento, fracionamento e loteamento de terrenos; executa os serviços de topografia e desenho; realiza a abertura, implantação, urbanização e conservação de vias públicas.

 

ESTRUTURA

 

EROCAMENTO DA AVENIDA RIO DOCE

O Enrocamento (aterro feito com pedras) do Rio Doce tem avançado cerca de vinte metros por dia. Seguindo essa projeção, o aterro com cerca 90 mil metros cúbicos de pedras. Paralelamente a esta atividade já está sendo desenvolvida a segunda parte do projeto com o aterro da margem do rio que a está represada, feito com cerca de 500 mil metros cúbicos de areia, retirados do leito do próprio rio por três dragas, num terceiro momento serão despejados o local cerca de 200 mil metros cúbicos de terra para a composição da base do aterro. Na seqüência estão previstos os serviços de drenagem pavimentação e obras de arte.

Recentemente a Prefeitura de Colatina conseguiu junto ao Tribunal Regional Federal da 2ª região sediado no Rio de Janeiro, a derrubada da liminar que determinou a paralisação das obras do enroncamento na avenida Beira-Rio.

A suspensão das obras foi determinada, no final do mês de março, pela juíza Isabel Cristina Batista de Souza, da Vara Federal de Colatina, atendendo a um requerimento de liminar feito pelo Ministério Público Federal.

O recurso da Prefeitura de Colatina, encaminhado no ultimo dia 7 de abril, foi deferido pelo presidente do Tribunal Regional Federal, desembargador Frederico Gueiros, que determinou a suspensão da liminar até que ocorra o julgamento final da ação civil pública que tramita na Justiça Federal.

Em seu pedido de suspensão a Prefeitura reafirmou que o projeto inicial do enrocamento da Avenida Beira Rio, foi elaborado na década de 90 e que todos os estudos de impacto ambiental solicitados pelos órgãos ambientais federais na época foram atendidos. O estudo conhecido como EIA-RIMA, citado na ação do Ministério Público Federal, como uma das condicionantes não atendidas, somente passou a ser exigido a partir de 1997, portanto posteriormente a elaboração do projeto. Em 2001 quando o projeto novamente foi apresentado pela atual administração, o IBAMA entendeu que os estudos realizados na década de 90 apesar de terem uma metodologia diferente, atendiam perfeitamente as exigências legais, liberando portanto o início da obra.

A prefeitura esclareceu ainda que mais recentemente, durante as fases de execução do projeto, cumpriu todas as exigências e solicitações feitas por órgãos ambientais e governamentais, que são de responsabilidade do município. O trabalho somente foi retomado no inicio do mês de maio, devido a desmobilização e retirada das maquinas do local que havia acontecido em atendimento as exigências da justiça, atualmente as empresas que estão realizando as obras reiniciaram a fase do aterro com pedras (enrocamento) enquanto em alguns trechos as dragas já estão aterrando a margem represada do rio com areia.

A obra do enrocamento é uma parceria entre o governo do estado e Prefeitura de Colatina que está viabilizando a realização de um antigo sonho dos colatinenses, a ampliação da Avenida Beira Rio. Uma obra que vai aterrar 130 mil metros quadrados ampliando a Avenida Beira Rio em 1.300 metros, entre o 8º Batalhão da polícia militar e a Associação Banestes, com um investimento de R$ 15 milhões, o maior do Governo do Estado na gestão Paulo Hartung.

O Prefeito Guerino Balestrassi que tem visitado constantemente as obras do enrocamento da Avenida Beira Rio, em companhia de moradores da comunidade: "este projeto é muito importante e vai mudar a cara da cidade recuperando a alto-estima dos colatinenses, além de ser uma prova da parceria e confiança que o Governador Paulo Hartung tem na nossa administração e no nosso município e na nossa gente. Se não houver mais nenhum contratempo queremos ver a maior parte deste sonho realizado até final do ano".

No local, serão construídos praças, prédios e equipamentos públicos de lazer e cultura, a obra vai ainda contribuir para a contenção de enchentes do Rio Doce.

CURIOSIDADES

Nova área de aterro: 130 mil metros quadrados - 55 mil metros quadrados de novas áreas públicas.
Material Necessário: 500 mil metros cúbicos de areia, retirados do leito do próprio rio, equivalentes ao transporte de cerca de 100 mil caminhões - 90 mil metros cúbicos de pedras, equivalentes ao transporte de 50 mil caminhões.
Ampliação da Avenida Beira Rio: 1,3 Km - pistas com 12 metros de largura - calçadão com 7 metros de largura - ciclovia com 2 metros de largura - estacionamento com 4 metros de largura.
Maior e menor avanço de aterro sobre o Rio Doce: 160 m e 70 m.

PREFEITURA MUNICIPAL DE COLATINA – Av. Ângelo Giuberti, nº 343 – Bairro Esplanada – Colatina / ES. CEP: 29.702-712. Telefone: (27) 3177-7000.
Serviço de Atendimento ao Contribuinte: 12h às 18h.

COVID-19

Acompanhe aqui todas as informações.

Skip to content