imagem Notícias

Imprimir esta notícia        Enviar esta notícia por email

Colatina lembra que tem acervo disponível no Dia Nacional do Livro


28/10/2015 - Amanhã, 29, é o Dia Nacional do Livro, e portanto é bom lembrar que não há desculpa de não ler por não poder comprar livros , quando se tem uma biblioteca pública com títulos dos mais variados temas à disposição. Ou seja, poder escolher à vontade e até levar para casa pois em Colatina o acesso a bons livros é gratuito. E o melhor ainda , bem na área central da cidade.

Melhor ainda é se quiser ser sócio da Biblioteca para pegar algum exemplar emprestado. A coordenadora da Biblioteca, Maria Emília dos Santos explica que o acervo está à disposição de todos e que basta levar alguns documentos como carteira de identidade, CPF e um comprovante de residência e fazer o cadastro.

O cadastro é feito rapidamente. O usuário pode pegar emprestado até dois livros por vez, levar para casa e entregar num prazo de 10 dias e ainda tem com o direito de relocar e levar por mais 10 dias caso não tenha conseguido ler no prazo normal”, destaca Emília.

Segundo ela, no ato da inscrição funcionários da Biblioteca esclarecem aos usuários os cuidados necessários para empréstimo e preservação dos livros, chamando a atenção para os prazos de devolução. Eles ressaltam que os livros devem ser bem cuidados e devolvidos nas datas estabelecidas para que todos possam usufruir dos benefícios da boa leitura.

Emília aproveita a data para sugerir a leitura de 10 títulos, de autores nacionais e internacionais, inclusive um colatinense, para quem quer se divertir e relaxar lendo. São: Somos Todos Imortais (Patrick Drouot), A Terra Pura (Alan Spence), Passado Imperfeito: Em Busca de um Herdeiro (Julian Fellowes), A Mão do Destino (Humberto P. Oliveira), Orgulho e Preconceito (Jane Austem), Sua Alteza Real (Danielle Steel), Para Sempre Amor e Tempo (Ana Maria Machado), As Cem Melhores Crônicas Brasileiras (Joaquim Ferreira dos Santos), Jornada de um Destino (Cláudia Sulachi) e a A Bola do Juízo (colatinense Filogônio Barbos de Aguilar).

A coordenadora lembra também das sete dicas de uma boa leitura:

1) Divida sua leitura. Leia um pouco de manhã, no almoço, a tardinha e antes de dormir. Dessa forma você instiga sua imaginação e vontade de continuar a história;

2) Procure livros que te interessem. É bem óbvio, mas muitas vezes a pessoa gosta de romance e começa lendo um livro de leitura difícil, truncada e não-prazerosa. Mantenha-se no seu gênero preferido, pelo menos até dominar a leitura;

3) Comece com livros fáceis. Não queira começar lendo clássicos como José Saramago ou livros técnicos. Se você não tem o hábito da leitura é melhor começar com livros bem tranquilos e evoluir gradativamente. Quanto mais atual o livro melhor, e o mais importante é não desanimar;

4) Leia resenhas e opiniões. Antes de ler, procure saber se outras pessoas gostaram da história. Muitas vezes o livro começa chato e fica bom na metade, então é importante você saber o que esperar do livro e aguardar essa reviravolta.

5) Compre Livros. Sempre tenha um livro aguardando para ser lido em sua estante. Se você termina de ler um e já tem outro esperando, é muito mais fácil começar a leitura logo em seguida.

6) Não leia em voz alta. Se você vocaliza o que está lendo, começa a achar que não pode ler mais rápido do que fala, o que não é verdade. A fala é muito mais lenta do que a leitura, e esta deve ser uma atividade que envolve apenas os olhos e o cérebro.

7) Leitura Dinâmica (seletiva). Tente ler em blocos ao invés de palavras separadas. Para começar, foque em três palavras por vez, depois vá aumentando o número de palavras até conseguir focar na linha toda. Dessa forma sua leitura fica muito mais rápida e você consegue passar batido por aquelas partes que não agregam nada à história.


Companheiro

Os defensores de uma boa leitura lembram que os livros são companheiros da escrita e que tiveram grande importância para a realização de registros históricos, a compilação de leis e a divulgação de ideias. E que atualmente a produção de livros chegou a tal ponto quem por exemplo, o século XX foi responsável por uma literatura histórica superior a de todos os outros séculos somados juntos.

Segundo eles, o livro é uma das maiores invenções que o homem tem acesso e é por meio dele que são transmitidos conhecimentos, culturas de diversos povos, e a história do homem, não só é preservada como também transmitida de geração em geração. Bons livros transmitem conhecimento ou saberes. O conhecimento humano deve muito aos livros que permitiram que uma geração mostrasse a geração futura o que ela aprendeu, seus testes, pesquisas e resultados bem sucedidos de trabalhos feitos por homens de sua época. Quando lemos bons livros estamos interagindo e abstraindo o conhecimento de outras pessoas sobre os mais diversos assuntos.

Mais informações na Biblioteca, localizada na Avenida Ângelo Giuberti s/n, no bairro Esplanada, em frente do Hospital da Unimed.



 
     
     
     

 

Clique aqui para ler mais notícias desta área

imagem Últimas notícias

07/12/2016 - Colatina é contemplada em programa de construção de barragens

07/12/2016 - AVISO DE FALTA DE ÁGUA

06/12/2016 - São Pedro é campeão da Copa Colatina de Futsal

06/12/2016 - Direitos Humanos faz balanço do Ocupação Social em Colatina

06/12/2016 - RECESSO DAS OFICINAS TERAPÊUTICAS NOS CAPS AD e CAPS II

06/12/2016 - Mais um título para o Espírito Santo

05/12/2016 - Abastecimento interrompido

02/12/2016 - Reforma do Centro Cultural de Itapina será entregue amanhã

Copyright©2016 PREFEITURA MUNICIPAL DE COLATINA - Todos os Direitos Reservados.
Av. Ângelo Giuberti, 343 - Bairro Esplanada - CEP 29702-902 - Fone: (27) 3177-7000
Secretaria Municipal de Comunicação Social     « Fale com o Webmaster »