imagem Notícias

Imprimir esta notícia        Enviar esta notícia por email

Identificados os espaços de oportunidades para adolescentes colatinenses


29/10/2015 -

O Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca) já está divulgando o Mapa de Espaços de Oportunidades que realizou no primeiro semestre deste ano, visando identificar projetos e instituições governamentais, não governamentais e privadas, que oferecem atividades para a faixa etária de 12 a 17 anos nas comunidades da cidade e no interior do município.

A rede de proteção disponível para chamar a atenção das famílias e das comunidades quanto à ocupação dos adolescentes foi identificada pelos próprios adolescentes, que visitaram os bairros que têm alguma instituição com atividades para eles no contraturno (contrário ao turno que estuda) para que desenvolvam habilidades, possam interagir e ter qualidade de vida, evitando a ociosidade e o envolvimento em situação de risco social.

São projetos, ações, iniciativas governamentais ou da sociedade civil, que têm como objetivo contribuir para a melhoria da comunidade, do bairro, da cidade ou território e que possibilitem ao adolescente participar e contribuir na sua formação como cidadão e pelo crescimento de sua plena cidadania, sobretudo nas áreas artístico-cultural e esportiva.

Para fazer o levantamento os adolescentes participaram de uma oficina em maio deste ano. Divididos em duplas que moram na mesma comunidade, eles receberam um questionário para realizar junto às diversas instituições.

O Nuca é um órgão criado pelo Selo Unicef Município Aprovado, voltado para o desenvolvimento da região do Semiárido capixaba (19 municípios). É formado por um grupo de adolescentes, dois deles capacitados para atuarem como multiplicadores do conteúdo que adquirem nas diversas oficinas que participam, junto aos demais. Seu propósito é promover o protagonismo juvenil e proporcionar ao público de 12 a 17 anos de idade a oportunidade de participar das decisões e ações relacionadas a ele, destacando principalmente a importância de sua autoestima.

Mapa

No Mapa das Oportunidades, a cidade está dividida em 10 regiões, cada uma com um bloco de bairros:

Na Região 1 (Luiz Iglesias, Sagrado Coração de Jesus, Tropical, Adélia Giuberti, Esplanada, Vila Nova, Centro e Santa Cecília), tem as Organizações não governamentais (Ongs) Ciee (Centro de Integração Empresa Escola), Ubee (União Brasileira de Educação e Ensino)-Colégio Marista e Centro Salesiano .

Ainda na mesma região há os projetos governamentais Centro de Referência da Juventude (CRJ), Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e Paefi (Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos), Sinfonia (música na Casa da Cultura), Programa Mais Educação (Escolas) e Escolinhas de Esportes da Ademc (estádio, piscina e ginásio). E do Sistema “S”, o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e Sesc (Serviço Social do Comércio).

Na Região 2 (Vila lenira, Santa Terezinha, Olívio Zanotelli, Raul Giuberti, Maria Ismênia, Alto Vila Nova e Ipê. As Ongs ACDV (Associação Colatinense de e para Pessoas com Deficência Visual) e Nação Malungos (Capoeira). E ainda o Programa Mais Educação. Na Região 3 (Moacyr Brotas, Jardim Planalto, Vista da Serra e Residencial Nobre) ainda não há nenhuma instituição, mas existe a intenção de criar para atender aos adolescentes locais.

Na Região 4 (Operário, Perpétuo Socorro, Bela Vista e Pôr-do-sol), tem Programa Mais Educação, Cras (Centro de Referência de Assistência Social ) e Centro da Acolhida. Na Região 5 (São Vicente, São Judas Tadeu, Colatina Velha, IBC, Santa Margarida e Barbados), tem Cras e o Programa Mais Educação. Na Região 6 (Maria das Graças, Santa Helena, Castelo Branco, Lacê e Mário Giurizatto), tem a Fundação Iade (governamental).

Na Região 7 (São Silvano, José de Anchieta, Santa Mônica, Francsico Simonassi, Fioravante Marino e San Diego), tem o Sest (Serviço Social do Transporte) e o Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), o Programa Mais Educação e o Creas/Paefi. Na Região 8 (Santos Dumond, Nossa Senhora Aparecida, Aeroporto III, São Pedro, Nossa Senhora da Penha, Vila Real, Vila Amélia, Santo Antonio e Morada do Sol), tem a Ackam (Associação Colatinense de Kickboxing e Artes Marciais), Programa Mais Educação e Cras.

Na Região 9 (Carlos Germano Naumann, Ayrton Senna, 15 de Outubro, Ponte do Pancas e Industrial Alves Marques), tem Lar Fabiano de Cristo, Sesi (Serviço Social da Indústria) e Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Programa Mais Educação e Cras. E na Região 10 (Honório Fraga, Novo Horizonte, São Marcos, Colúmbia, Martinelli e São Brás), tem Programa Mais Educação, Cras e CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados).

Em cada bloco, são realizadas oficinas de caratê, capoeira, música, artesanato, xadrez, dança, recreação ginástica ritmica, percussão, pintura, brinquedoteca, informática, cidadania, Canteiros Sustentáveis, Educação Patrimonial, Programa de Estágio, Atendimento psicossocial, Serviço de Convivência Familiar. E ainda Escolinhas de natação, futebol de campo, handebol e voleibol.

No interior foram identificados projetos nas sedes dos distritos de Paul de Graça Aranha, Ângelo Frechiani, Itapina e Baunilha, e também em Barra de São João Pequeno tem escolas do campo da rede municipal beneficiadas com o Programa Mais Educação, com oficinas de caratê, música, artesanato, futebol de campo, Canteiros Sustentáveis e Educação Patrimonial.

Selo

O Selo foi criado pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância e a Adolescência) da Organização das Nações Unidas (ONU). Colatina é um dos 19 municípios capixabas que aderiram ao Selo, e desenvolve ações nas Secretarias Municipais de Educação (Semed), Saúde (Semus) e Assistência Social, Trabalho e Cidadania (Semas), e no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescência (CMDCA).

O propósito do Unicef é “Investindo na adolescência brasileira”, desenvolvido em parceria com os municípios brasileiros, em defesa da “garantia do direito de ser adolescente, em momento tão estratégico como o de hoje, com um Brasil de 21 milhões de meninos e meninas entre 12 e 17 anos, o que equivale a 11% da população do país”.

E para que essa oportunidade se traduza na prática, segundo o Unicef, é preciso romper o preconceito social que ainda enxerga esse grupo com um problema e implementar ações que apoiem o desenvolvimento integral dos meninos e meninas. E que ao discutir essas competências sugerem uma série de conteúdos e práticas que podem contribuir para que a adolescência seja vivenciada de forma plena, com acesso aos direitos e participação em processos decisórios.

Em sua justificativa, explica que o “pleno direito de ser adolescente com cidadania torna-se mais viável quando meninos e meninas desenvolvem uma série de competências , que podem fazer a diferença durante a adolescência e toda a vida”.

E destaca que é com base no trabalho realizado em parceria com organizações governamentais e não governamentais, com adolescentes da região do Semiárido, da Amazônia e de comunidades populares dos centros urbanos, que foi observado que para garantir o desenvolvimento das adolescências, contemplando sua diversidade, alguns temas não podem deixar de ser trabalhados pela família, pela escola, pela comunidade e pelos próprios adolescentes.













       
     
     

 

Clique aqui para ler mais notícias desta área

imagem Últimas notícias

15/12/2017 - Colatina entre os municípios que poderão usar recursos do fundo para redução das desigualdades regio

15/12/2017 - Chuvas melhoram produção leiteira do município

15/12/2017 - Licitação.

14/12/2017 - Horário especial do comércio para as festas de Natal e Ano Novo

13/12/2017 - O especial clima natalino toma conta de nossa cidade

13/12/2017 - Votação - Conselho Tutelar

13/12/2017 - Refis 2017

12/12/2017 - Plano Municipal de Assistência Social

Copyright© 2017 PREFEITURA MUNICIPAL DE COLATINA - Todos os Direitos Reservados.
Av. Ângelo Giuberti, 343 - Bairro Esplanada - CEP 29702-712 - Fone: (27) 3177-7000
Secretaria Municipal de Comunicação Social     « Fale com o Webmaster »