imagem Notícias

Imprimir esta notícia        Enviar esta notícia por email

Mapeamento de espaços de oportunidades para adolescentes colatinenses será divulgado em breve


25/06/2015 -

Até no dia 30 deste mês será enviado para o Selo Unicef Município Aprovado 2013/2016, o levantamento dos espaços de oportunidades para adolescentes feito em Colatina pelo Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca), órgão criado pelo Selo, que é voltado para o desenvolvimento da região do Semiárido capixaba (19 municípios).

Para fazer o levantamento os adolescentes participaram de uma oficina em maio. Divididos em duplas que moram na mesma comunidade, eles receberam um questionário para realizar junto a diversas instituições que oferecem atividades para a faixa etária de 12 a 17 anos, situadas nas suas comunidades ou da região, tanto governamentais, como não governamentais e até particulares.

Mais de 20 espaços foram identificados pelos próprios adolescentes que visitaram bairros da cidade que possuem algum órgão que ofereça atividades para eles no contraturno (contrário ao turno que ficam dentro da escola), onde possam desenvolver habilidades, evitando que fiquem ociosos e se envolvam em situações de risco social.

Os espaços de oportunidades são tudo que acontece na cidade onde mora o adolescente e que promove desenvolvimento, interação e qualidade de vida para ele. São projetos, ações, iniciativas governamentais ou da sociedade civil, que têm como objetivo contribuir para a melhoria da comunidade, do bairro, da cidade ou território.

São projetos que o adolescente possa participar e contribuir na sua formação como cidadão e pelo crescimento de sua plena cidadania, principalmente nas áreas esportiva, cultural, artística, entre outras. Em Colatina, grupos de teatro, dança, capoeira; igrejas ou iniciativas religiosas, Cras (Centros de Referência de Assistência Social), Projovem Adolescente (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Adolescentes e Jovens de 15 a 17 anos), Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), escolas públicas da cidade e zona rural (Programa Mais Educação), Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Projeto Sinfonia,a Escola Municipal de Esportes e outras organizações.

O mapeamento já começou a ser feito, segundo informou a presidente da Comissão de Acompanhamento e Articulação do Selo Unicef, Maria de Lourdes Merísio Fernandes. Ela disse que após a sua conclusão, que será em breve, terá uma ampla divulgação da rede de proteção disponível, por meio de uma extensa rede de informação, com o principal objetivo de chamar a atenção das famílias, dos adolescentes e das comunidades.

O Nuca é formado por um grupo de adolescentes, dois deles capacitados para atuarem como multiplicadores do conteúdo que adquirem nas diversas oficinas que participam, junto aos demais. Seu propósito é promover o protagonismo juvenil e proporcionar ao público de 12 a 17 anos de idade a oportunidade de participar das decisões e ações relacionadas a ele, destacando principalmente a importância de sua autoestima.

Selo

O Selo foi criado pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância e a Adolescência) da Organização das Nações Unidas (ONU). Colatina é um dos 19 municípios capixabas que aderiram ao Selo, e desenvolve as ações nas Secretarias Municipais de Educação (Semed), Saúde (Semus) e Assistência Social, Trabalho e Cidadania (Semas), e no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescência (CMDCA).

O propósito do Unicef é “Investindo na adolescência brasileira”, desenvolvido em parceria com os municípios brasileiros, em defesa da “garantia do direito de ser adolescente, em momento tão estratégico como o de hoje, com um Brasil de 21 milhões de meninos e meninas entre 12 e 17 anos, o que equivale a 11% da população do país”.

E para que essa oportunidade se traduza na prática, segundo o Unicef, é preciso romper o preconceito social que ainda enxerga esse grupo com um problema e implementar ações que apoiem o desenvolvimento integral dos meninos e meninas. E que ao discutir essas competências sugerem uma série de conteúdos e práticas que podem contribuir para que a adolescência seja vivenciada de forma plena, com acesso aos direitos e participação em processos decisórios.

Em sua justificativa, explica que o “pleno direito de ser adolescente com cidadania torna-se mais viável quando meninos e meninas desenvolvem uma série de competências , que podem fazer a diferença durante a adolescência e toda a vida”.

E destaca que é com base no trabalho realizado em parceria com organizações governamentais e não governamentais, com adolescentes da região do Semiárido, da Amazônia e de comunidades populares dos centros urbanos, que foi observado que para garantir o desenvolvimento das adolescências, contemplando sua diversidade, alguns temas não podem deixar de ser trabalhados pela família, pela escola, pela comunidade e pelos próprios adolescentes.



       
     
     

 

Clique aqui para ler mais notícias desta área

imagem Últimas notícias

14/12/2017 - Horário especial do comércio para as festas de Natal e Ano Novo

13/12/2017 - O especial clima natalino toma conta de nossa cidade

13/12/2017 - Votação - Conselho Tutelar

13/12/2017 - Refis 2017

12/12/2017 - Plano Municipal de Assistência Social

11/12/2017 - Falta de água

Copyright© 2017 PREFEITURA MUNICIPAL DE COLATINA - Todos os Direitos Reservados.
Av. Ângelo Giuberti, 343 - Bairro Esplanada - CEP 29702-712 - Fone: (27) 3177-7000
Secretaria Municipal de Comunicação Social     « Fale com o Webmaster »